Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Café com Sociologia é uma publicação semestral, voltada para a publicação de temas relevantes das Ciências Sociais (Sociologia, Antropologia e Ciência Política) e da docência dessas ciências.

Área de abrangência: Ciências Sociais (Sociologia, Antropologia e Ciência Política).

Público leitor-alvo: estudantes, professores e pesquisadores das Ciências Sociais e da Educação

Pública autor-alvo: pesquisadores da área das Ciências Sociais e da Educação.

 

CONSELHOS

O Conselho Editorial é constituído por pesquisadores especialistas nas Ciências Sociais.

O Conselho Científico é constituído por pesquisadores especialistas nas Ciências Sociais.

DIVULGAÇÃO

A revista tem suas chamadas e novas edições divulgadas nas redes sociais e por meio de envio de e-mails aos leitores/autores cadastrados na revista.

FORMAS DE ACESSO

A revista é de acesso livre e gratuito, As edições são disponibilizadas no site e podem ser visualizadas, baixadas ou impressas pelo leitor.

PERÍODO DE SUBMISSÃO

Os recebimentos dos trabalhos são em fluxo contínuo.

 

SEÇÕES DE PUBLICAÇÕES 

Artigos; análise sociológica de filme e/ou música; relato de experiência docente teoricamente embasado; resenhas e; entrevista. As contribuições devem ser inéditas, apresentar originalidade e enviadas em português.

A revista publica também dossiês temáticos de acordo com as chamadas realizadas e divulgadas nas redes sociais e no site da revista.

Controle de qualidade do material publicado:

1. Política de detecção de plágio -  todos os textos são previamente submetidos a programas de identificação de plágio. Trabalhos parcialmente ou totalmente plagiados são reprovados; 

2. Política de avaliação às cegas por pares: As avaliações são realizadas por, pelo menos, dois pareceristas ad hoc. Os textos, para serem aprovados devem receber parecer positivo de dois pareceristas. Em caso de um recusar e outro aceitar, o texto é enviado para um terceiro avaliador.  É priorizado o envio para especialistas no tema do trabalho submetido.

3. Obediência às normas técnicas editoriais (ABNT): todos os textos, para serem avaliados, devem obedecer às regras editoriais da ABNT indicadas na seção de diretrizes para autores e estarem de acordo com o modelo/template disponibilizado;

 

TAXAS 

Não há cobranças de taxas aos autores ou leitores.  

 

 

 

 Métricas: Google Acadêmico: AQUI 

 

 

Processo de Avaliação pelos Pares

As contribuições devem ser inéditas e são submetidas, em primeira instância, à avaliação da Comissão Editorial, a qual verifica o ineditismo dos textos, analisa a pertinências dos mesmos e seu enquadramento na política editorial e no perfil da revista. Textos já publicados em periódicos ou livros não são publicados nesta revista (é permitido a publicação de texto apenas publicados em anais de congressos). 

POLÍTICA DE AVALIAÇÃO DOS ARTIGOS

Os artigos recebidos passam por quatro etapas:

1ª Etapa: uma primeira avaliação realizada por integrantes do conselho editorial. Nesse momento são observados: i) se não há no texto indicação de autoria, a fim de garantir um processo de avaliação às segas; ii) se o texto enquadra-se no foco da revista; iii) se o texto apresenta clareza quanto ao problema de pesquisa, o objeto, o método e os resultados alcançados e; iv) se atende as diretrizes de formatação do texto (ver diretrizes para autores). Os textos que não atenderem a um desses aspectos serão arquivados e não enviado aos pareceristas, que é etapa seguinte. 

2ª Etapa: os textos são enviados a dois pareceristas que avaliarão às cegas (doble ciego peer review) a pertinência, a originalidade, a clareza e a qualidade do trabalho e da redação. Ao fim dessa avaliação emitirão um parecer, podendo ser “aprovado”, “favorável à aprovação com recomendações de ajustes”, “enviar para uma segunda rodada” e “reprovar”. A análise de mérito é realizada por dois pareceristasad hoc. Em caso de discordância entre os dois pareceres, solicita-se uma terceira avaliação. Os textos para serem aprovados precisam de duas posições favoráveis à publicação, ainda que com indicações de ajustes. Os textos que forem recomendados “enviar para uma segunda rodada” serão encaminhados aos autores para ajustes e retornará para os mesmos avaliadores para obter um parecer decisivo.

3ª Etapa: Os textos aprovados serão reenviados aos autores para ajustes necessários e/ou desejáveis e, posteriormente, em prazo estipulado pela comissão editorial, reenviados para serem examinados pela comissão que observará se os ajustes, aos que foram solicitados, foram devidamente realidados.

 

4ª Etapa: Os textos finalizados são encaminhados para a diagramação e posterior publicação.

OBS: O processo é organizado de modo a presevar a identidade da autoria e da avaliação.

 

Periodicidade

A Revista Café com Sociologia é um periódico semestral (até 2018 era quadrimestral) que, à critério da Comissão Editorial, pode vir a publicar edições extras, sobretudo de dossiês.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Licença Creative Commons Attribution

Sponsors

Agradecemos o apoio intitucional da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais (ABECS).

  • Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais (ABECS).

Histórico do periódico

Histórico da Revista Café com Sociologia

 

A Revista Café com Sociologia é um periódico vinculado ao grupo de Pesquisa ConsCiência-Social. Embora seu foco hoje não esteja limitado ao ensino de Sociologia, o periódico publica diversos trabalhos ligados a essa temática, além de manter uma seção destinada a relatos de experiências docentes e análise sociológica de filmes e músicas.

As origens da Revista Café com Sociologia foi fundada por Cristiano das Neves Bodart e Roniel Sampaio Silva. Após a revista instalada, foi aberta chamada de artigos em outubro de 2012, sendo seu primeiro número publicado em dezembro daquele ano. Logo após o lançamento da primeira edição, foram convidados Pedro Jorge Chaves Mourão e Jesus Marmanillo Pereira para compor o conselho editorial. Posteriormente integrou ao conselho Anderson Vieira, quem permaneceu por cerca de um ano, tendo pedido seu desligamento, e Bianca de Moura Wild.

No ano de 2013, devido seu rápido crescimento (em número de submissões e acessos), abriu-se edital de chamada para novos editores, sendo na ocasião usado como critério de seleção o currículo dos candidatos. Nessa ocasião foram integrados aos corpo editorial da revista Amurabi Oliveira, Beatriz Brandão Santos, Gleison Maia Lopes, Leandro Leal de Freitas, Marcelo Pinheiro Cigales, Micheline Dayse Gomes Batista, Jainara Gomes de Oliveira, Radamés Mesquita Rogério, Rafael Balseiro Zin, Rafael Dantas Dias, Túlio Cunha Rossi, Tupiara Guareshi Ykegaya e Vanessa Jose da Rocha.

Ainda em 2013, a revista desvinculou-se do Blog Café com Sociologia, tornando-se um projeto acadêmico autônomo, o qual preza pela qualidade de suas publicações.

Em 2015 a revista, além dos pareceristas esporádicos, passou a contar com um corpo de avaliadores permanentes, sendo esse composto por Alexandre Cesar Cunha Leite, Aline Prado Atassio, Cleide Magali Santos, César Alessandro Figueiredo, Demétrius Rodrigues de Freitas Ferreira, Elisângela de Jesus Santos, Ivan Fontes Barbosa, José Maria Baldino, Lígia Wilhelms Eras, Magda Suely Pereira Costa, Manuela Souza Siqueira Cordeiro, Marcelo Sabbatini, Maria Cristina Giorgi, Moacir Freitas Junior, Nicole Louise Macedo Teles de Pontes, Ricardo Manuel Ferreira de Almeida e Marluci Menezes.

Em 2017 passa a ter apoio institucional da Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais (ABECS) e vinculada ao grupo de pesquisa ConsCiência-Social (PPGS-UFAL).

Em 2019 a revista, buscando melhorar a qualidade editorial, passou a ser semestral, com edições publicadas nos meses de Janeiro (ago./dez.) e Agosto (edição Jan./jul) de cada ano.