O Ciclope Polifemo da Ódisseia e a Consciência Sociológica Contemporânea

Autores

  • Fabio Peixoto Bastos Baldaia Instituto Federal da Bahia
  • Victória Henry Pereira Instituto Federal da Bahia

Palavras-chave:

Sociologia, Debate Público, Contemporaneidade.

Resumo

Resumo

O objeto desse artigo é o estudo da Sociologia enquanto discurso e conjunto de modelos capazes de oferecer uma explicação para a Contemporaneidade. Esse foco justifica-se, pois permitirá reafirmar a especificidade e a importância da disciplina tanto em seu potencial explicativo frente às sociedades coevas, quanto como contribuinte ao debate público. Nesses termos, elaborou-se a seguinte problemática: qual o papel da Sociologia na interpretação da sociedade contemporânea? Nesse contexto, que tipo de contribuição a Sociologia pode dar para a intervenção social dos agentes? Assim, objetiva-se, primeiro, argumentar que o estudo da Sociologia qualifica o debate público e oferece parâmetros à ação individual diante de um cenário social, econômico, político e cultural fluido e, segundo, demonstrar que a Sociologia aporta um conjunto de teorias e categorias capazes de oferecer uma linha de interpretação coerente acerca da Contemporaneidade.  O artigo utilizou-se de pesquisa bibliográfica, aproximando-se das discussões sobre a natureza do conhecimento sociológico, da Contemporaneidade e da Sociologia Pública.  

Palavras-Chave:Sociologia. Debate público. Contemporaneidade.

 

Abstract

The object of this article is the study of Sociology as a discourse and the set of models capable of offering an explanation to Contemporaneity. This focus will allow to reaffirm the specificity and importance of the discipline in its explanatory potential in relation to contemporary societies and also reaffirm the importance of the discipline as a contributor to public debate. In these terms, the following problematic was elaborated: what is the role of Sociology in the interpretation of contemporary society? In this context, what kind of contribution Sociology gives to the social intervention of agents? The objective of this article is to argue that the study of Sociology qualifies public debate and offers parameters to individual action in a fluid social, economic, political and cultural scenario. The article also aims to demonstrate that Sociology contributes to a set of theories and categories capable of offering a line of coherent interpretation about Contemporaneity. The article was done by bibliographical research approaching the discussions about the nature of sociological knowledge, Contemporaneity and Public Sociology.

Keywords:Sociology. Public Debate. Contemporaneity.


 

Biografia do Autor

Fabio Peixoto Bastos Baldaia, Instituto Federal da Bahia

Possui Graduação em Ciências Sociais pela UFBA (2008), Mestrado em História pelo PPGH-UFBA (2011) e Doutorado em Ciências Sociais pelo pelo PPGCS-UFBA (2018). Desenvolve pesquisas a respeito de festas populares, notadamente as de cunho cívico. Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Bahia. Possui experiência em ensino e em pesquisa nas áreas de Sociologia, História e Antropologia, com ênfase em Sociologia da Cultura e História Cultural. Atua principalmente nos seguintes temas: Cultura Popular, Representações, Experiências de Construção de Identidades, Formação da Sociedade Brasileira, bem como Teoria Social e da Cultura. Integra desde 2006 o Grupo de Pesquisa O Som do Lugar e o Mundo, desde 2018 o Grupo de Estudos e Pesquisas Ciência, Tecnologia e Sociedade e é um dos idealizadores do Grupos de Estudos Brasil Profundo, coletivo em atividade desde 2018 e que busca estudar os temas da brasilidade, do desenvolvimento nacional e da vida não-institucional sob um viés interdisciplinar. 

Referências

A SOCIOLOGIA é um Esporte de Combate. Direção de Pierre Carles. Paris: 2001. (139 min.)

ALEXANDER, Jefrey. O Novo Movimento Teórico. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 4, v. 2, jun. 1987.

BAUMAN, Zygmunt. Ética Pós-Moderna. São Paulo: Paulus, 1997.

BERGER, Peter. Perspectivas Sociológicas: uma visão humanística. São Paulo:Vozes, 1991.

BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero Limitada, 1983.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Barsil, 2001.

BURAWOY, Michael. Por Uma Sociologia Pública. In: Revista de Ciências Sociais – Política & Trabalho, v. 25, 2006.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: história da violência nas prisões. São Paulo: Vozes, 2001.

GIDDENS, Anthony. As Consequências da Modernidade. São Paulo: Editora UNESP, 1991.

HALL, Stuart. A Identidade Cultural na Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: Editora Lamparina, 2006.

HALL, Stuart. Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2003.

HOMERO. Odisséia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

IANNI, Octavio. A Sociologia e o Mundo Moderno. Tempo Social, v. 1, n. 1, 1989.

JEFFRIES, Stuart. Grande Hotel Abismo: a Escola de Frankfurt e seus personagens. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

KAFKA, Franz. A Metamorfose. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

KUNH, Thomas. A Estrutura das Revoluções Científicas. São Paulo: Perspectiva, 2006.

MASS, Paulo. Olmaro. Ulisses como protótipo do homem moderno a partir de uma leitura de Adorno e Horkheimer na Dialética do Esclarecimento. In: Semana Acadêmica do PPG em Filosofia da PUCRS. VII Edição, 2011.

SENNET, Richard. A Corrosão do Caráter – consequências pessoas do trabalho no novo capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2004.

SILVA, Fábio Rodrigues Ribeiro da. Realismo e Redes: dilemas metodológicos na obra de Anthony Giddens. 2010, 455f. Tese (Doutorado em Sociologia) Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. São Paulo.

WRIGHT MILLS, Charles. A Imaginação Sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1972.

Downloads

Publicado

2020-02-13

Edição

Seção

Artigos