Educação, conformismo e tecnologia

BNCC e princípios educativos

Autores

  • Luiz Henrique Sampaio Junior Faculdade de Ciências e Letras (FCL/Ar) - UNESP/Araraquara

Palavras-chave:

Antonio Gramsci. BNCC. Conformismo. Princípios educativos. Tecnologia.

Resumo

Os princípios educativos que deveriam nortear a educação científica e técnica dos estudantes brasileiros encontra subsídios nas teses de Antonio Gramsci, mormente no que tange às suas concepções sobre conformismo e tecnologia. Apresentamos um contraponto de suas ideias com a Base Nacional Comum Curricular, documento que traça diretrizes sobre a Educação Básica. A partir de uma revisão de literatura crítica, mapeamos um cenário que nos permite vislumbrar uma realidade complexa, repleta de lacunas, questionamentos e incertezas. Deduzimos que as discussões sobre o futuro educacional das novas gerações requerem um ambiente democrático, o qual abarcaria a participação de agentes escolares, comunidade local e setores diversificados da sociedade.

Referências

ARISTÓTELES. Ética a Nicômacos. Tradução de Mário da Gama Kury. São Paulo: Madamu, 2020.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>. Acesso em: ago. 2021.

BRASIL. Resolução n.º 4, de 17 de dezembro de 2018. Institui a Base Nacional Comum Curricular na Etapa do Ensino Médio (BNCC-EM), como etapa final da Educação Básica, nos termos do artigo 35 da LDB, completando o conjunto constituído pela BNCC da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, com base na Resolução CNE/CP nº 2/2017, fundamentada no Parecer CNE/CP nº 15/2017. Brasília, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br>. Acesso em: jul. 2021.

ESQUINSANI, Rosimar Serena Siqueira; SOBRINHO, Sidnei Cruz. O retrocesso da reforma do Ensino Médio, a BNCC, o neoliberalismo educacional e a marginalização dos Institutos Federais – IFs. Inter-Ação, Goiânia, v. 45, n. 1, p. 151-168, jan./abr., 2020.

FUZA, Ângela Francine; MIRANDA, Flávia Danielle Sordi Silva. Tecnologias digitais, letramentos e gêneros discursivos nas diferentes áreas da BNCC: reflexos nos anos finais do ensino fundamental e na formação de professores. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 25, p. 1-26, 2020.

GIACOMINI, Ruggero. Por que e como Gramsci foi assassinado pelo fascismo. Geosul, Florianópolis, v. 32, n. 65, p. 1-11, set./dez., 2017.

KANT, Immanuel. Sobre a pedagogia. Lisboa: Edições 70, 2019.

LACORTE, Rocco. Sobre alguns aspectos da “tradutibilidade” nos Cadernos do cárcere de Antonio Gramsci e algumas das suas implicações. Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 28, n. 55, p. 59-98, jan./jun., 2014.

MANACARODA, Mario Alighiero. O princípio educativo em Gramsci: americanismo e conformismo. Tradução de Willian Laços. Campinas: Alínea, 2019.

MARCUSE, Herbert. O homem unidimensional: estudos da ideologia da sociedade industrial avançada. São Paulo: EDIPRO, 2015.

MARCUSE, Herbert. Tecnologia, guerra e fascismo. São Paulo: UNESP, 1999.

NOGUEIRA, Luciana; FERNANDES, Renato César Ferreira. Linguagem e metáfora nos Cadernos do cárcere de Antonio Gramsci. Entremeios: revista de estudos do discurso, Cidade, v. 14, p. 167-181, jan./jun., 2017.

OLIVEIRA, Marcus Vinícius Furtado da Silva. A arquitetura fractal de Antonio Gramsci: história e política nos “Cadernos do cárcere”. 2018, 287f. Tese (doutorado em História) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São Paulo.

OLIVEIRA, Tatiana Fonseca. A filosofia da práxis nos Cadernos do cárcere. 2008, 198 f. Tese (doutorado em Sociologia) – Universidade Estadual de Campinas, São Paulo.

PUCCI, Bruno; LASTÓRIA, Luiz Antônio Calmon Nabuco; COSTA, Belarmino Cesar Guimarães. Tecnologia, cultura e formação... ainda Auschwitz. São Paulo: Cortez, 2003.

SANTOS, Dinelise Sousa; CAVALCANTE, Rivadavia Porto; MALDANER, Jair José; PEREIRA FILHO, Albano Dias. O lugar da educação profissional e tecnológica na reforma do Ensino Médio em contexto brasileiro: da lei nº 13.145/2017 à BNCC. Revista brasileira da educação profissional e tecnológica. RN, v. 2, p. 1-14, 2020.

VIEIRA, Lucas Moura. O conceito de revolução passiva nos Cadernos do cárcere de Antonio Gramsci. 2019, 91 f. Dissertação (mestrado em Filosofia) – Universidade de Brasília, DF.

Downloads

Publicado

2022-06-12

Como Citar

Sampaio Junior, L. H. (2022). Educação, conformismo e tecnologia: BNCC e princípios educativos. Revista Café Com Sociologia, 11. Recuperado de http://revistacafecomsociologia.com/revista/index.php/revista/article/view/1330