Sobre símbolos e rituais: uma revisão conceitual antropológica

Eval Cruz

Resumo


Resumo

O presente ensaio destaca – a partir das discursões que foram objeto de investigação antropológica –, a importância dos rituais como também os símbolos neles dramatizados. O objetivo épontuar a sua relevância nos vários contextos sociais, destacando o religioso. Pelo exposto fica claro que todo ritual tem importância significativa para sociedade no qual é executado; pois a partir dele se pode conhecer melhor a identidade de um povo em particular, com todas as suas peculiaridades. Ademais, de acordo com o pensamento de autores clássicos da antropologia como, Perianto (2003), Leach (1996), Turner (2005), entre outros, os rituais são importantes porque apontam normas de ajustes sociais. Portanto, destaca por meio de sua linguagem, seus aspectos morais, seus valores, enfim um modo de vida particular de um grupo com sua visão de mundo que consiste no conhecimento que os indivíduos têm sobre si, sobre as coisas e a sociedade na qual estar inserido. 

Palavras-chaves: Ritual. Símbolo. Linguagem. Identidade.

 

Abstract

This essay highlights - from the discourses that were the object of anthropological research - the importance of rituals as well as the symbols dramatized in them. Objective is to highlight its relevance in the various social contexts, highlighting the religious. From the foregoing it is clear that every ritual is of significant importance to the society in which it is performed; because from it one can better know the identity of a particular people, with all its peculiarities. In addition, according to the thinking of classic authors of anthropology such as Perianto (2003), Leach (1996), Turner (2005), among others, rituals are important because they point to norms of social adjustments. Therefore, it emphasizes through its language, its moral aspects, its values, finally a particular way of life of a group with its vision of the world that consists in the knowledge that the individuals have about themselves, about the things and the society in which to be inserted.

Key words: Ritual. Symbol. Language. Identity.

 


Palavras-chave


Palavras – chaves: Ritual, Símbolo, linguagem, Identidade.

Texto completo:

PDF

Referências


DURKHEIM, Émile. As formas elementares da vida religiosa: o sistema totêmico na Austrália São Paulo: Martins Fontes, 2003.

CRUZ, Eval. Sacerdotisa em Laranjeiras/se: trajetória e recursos na ocupação de um espaço de poder e dominação. Dissertação – Universidade Federal de Sergipe –, São Cristóvão, 2012.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

GENNEP, Arnold Van. Os Ritos de Passagem. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editoras Vozes, 1978.

LEACH, Edmund Ronald. Sistemas políticos da alta Birmânia. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1996.

PEIRANO, Mariza G.S. A Análise Antropológica de Rituais. 2000. Serie270empdf.Disponível em: https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF8#q=PEIRANO%2C+Mariza+G.S.+A+An%C3%A1lise+Antropol%C3%B3gica+de+Rituais. Em 23/12/2018.

__________________. Rituais Ontem e Hoje. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

TURNER, Victor W. Floresta de Símbolos: aspectos do ritual Ndembu. Niterói: Editora da universidade Federal Fluminense, 2005.

__________________. O processo ritual estrutura e antiestrutura. Petrópolis, RJ: Vozes, 1974.

DA MATTA, Roberto. Apresentação da obra os Ritos de Passagem. In: GENNEP, Arnold Van. Os Ritos de Passagem. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editoras Vozes, 1978.

SIGAUD, Lygia. Apresentação da obra Sistemas políticos da alta Birmânia. In: LEACH, Edmund Ronald. Sistemas políticos da alta Birmânia. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1996.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Café com Sociologia

Revista Café com Sociologia é uma publicação semestral, voltada para o debate sobre temas relevantes das Ciências Sociais (Sociologia, Antropologia e Ciência Política) e da docência dessas ciências.

ISSN: 2317-0352

 

Na avaliação QUALIS para o quadriênio 2013-2016 a Revista Café com Sociologia foi assim avaliada:

LETRAS / LINGUÍSTICA =B2

ENSINO = B3

SERVIÇO SOCIAL =B3

INTERDISCIPLINAR = B4

PSICOLOGIA = B4

SOCIOLOGIA = B5

HISTÓRIA = B5

ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA = B5

COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO = B5

HISTÓRIA = B5


INDEXADORES


 



POLÍTICA DE AVALIAÇÃO DOS ARTIGOS

Os artigos recebidos passam por quatro etapas:

1ª Etapa:uma primeira avaliação realizada por integrantes do conselho editorial. Nesse momento são observados: i) se não há no texto indicação de autoria, a fim de garantir um processo de avaliação às cegas; ii) se o texto enquadra-se no foco da revista; iii) se o texto apresenta clareza quanto ao problema de pesquisa, o objeto, o método e os resultados alcançados e; iv) se atende as diretrizes de formatação do texto (ver diretrizes para autores). Os textos que não atenderem a um desses aspectos será arquivado e não enviado aos pareceristas, que é etapa seguinte. 

2ª Etapa: os textos são enviados a dois pareceristas que avaliarão às cegas a pertinência, a originalidade, a clareza e a qualidade do trabalho e da redação. Ao fim dessa avaliação emitirão um parecer, podendo ser “aprovado”, “favorável à aprovação com recomendações de ajustes”, “enviar para uma segunda rodada” e “reprovar”. A análise de mérito é realizada por dois pareceristasad hoc. Em caso de discordância entre os dois pareceres, solicita-se uma terceira avaliação. Os textos para serem aprovados precisam de duas posições favoráveis à publicação, ainda que com indicações de ajustes. Os textos que forem recomendados “enviar para uma segunda rodada” serão encaminhados aos autores para ajustes e retornará para os mesmos avaliadores para obter um parecer decisivo.

3ª Etapa:Os textos aprovados serão reenviados aos autores para ajustes necessários e/ou desejáveis e, posteriormente, em prazo estipulado pela comissão editorial, reenviados para serem examinados pelos editores que observará se os ajustes, aos que foram solicitados, foram devidamente realidados. 

4ª Etapa:Os textos finalizados são encaminhados para a diagramação e posterior publicação.

OBS: O processo é organizado de modo a presevar a identidade da autoria e da avaliação.