Velhos paradigmas e novos parâmetros: reflexões descartenizadas sobre a inteligência

Noa Cykman

Resumo


Resumo

Através da identificação de fraquezas e assincronias da escolarização convencional, cria-se a possibilidade de dilatação dos paradigmas tradicionais e de proposta de novos métodos. A atualização e a diversificação didática, a transformação do olhar do professor e a substituição do rigor da obediência pela orientação emancipatória permitem uma série de transformações no ambiente escolar, que vão desde o teor do conhecimento até a autoestima dos alunos e passam corroendo pilares como obrigação, hierarquia, disciplina. Essa perspectiva foi incorporada em um plano de aula, aplicado no Estágio Curricular de Ciências Sociais da UFSC, realizado pela autora em 2013. A atividade docente foi desenvolvida em dupla, em uma turma de 2º ano do Ensino Médio do Instituo Estadual de Educação, em Florianópolis. O artigo propõe uma análise retrospectiva da experiência educativa com vistas à dissolução, nele, dos mesmos pilares convencionais que se criticaram em relação à escola. O tema da inteligência é o eixo.

Palavras-chave: Sociologia. Educação. Pedagogia. Inteligência.

OLD PARADIGMS AND NEW PARAMETERS:

descartenized reflections on intelligence

Abstract

The identification of weaknesses and asynchronies of conventional schooling creates the possibility of dilatation of traditional paradigms and an opportunity to propose new methods. The update and the diversification of didactic methods, the transformation of the teacher"™s perspective and the replacement of the rigor of obedience by emancipatory orientation allow a series of changes in the school environment, ranging from the knowledge level to the self-esteem of students. This process erodes pillars such as obligation, hierarchy, discipline. Such perspective was incorporated into a lessons plan, applied in the curricular internship of the Social Sciences course of UFSC, conducted by the author in 2013. In the internship, the teaching activity is developed in pairs, and it took place in a class of 2nd year of High School, in the Instituto Estadual de Educação, a public school in Florianópolis. The article proposes a retrospective analysis of the educational experience that aims to dissolve, in itself, the same conventional pillars that it criticizes in relation to school. The theme of intelligence is the shaft.

Keywords: Sociology. Education. Education. Intelligence.


Palavras-chave


Sociologia; Educação; Pedagogia; Inteligência.

Texto completo:

PDF

Referências


BOURDIEU, Pierre; PASSERON, Jean-Claude. A Reprodução: Elementos para uma teoria do sistema de ensino. Rio de Janeiro: Edições Francisco Alves, 1975.

_________________. Os herdeiros: Os estudantes e a cultura. Florianópolis: Editora UFSC, 2014.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. São Paulo: Graal, 2013.

_________________. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Petrópolis: Vozes, 1999.

GARDNER, Howard. Estruturas da mente: A teoria das inteligências múltiplas. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1994.

GARDNER, Howard. Inteligências múltiplas: a teoria na prática. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1995.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Café com Sociologia é uma publicação semestral, voltada para o debate sobre temas relevantes das Ciências Sociais (Sociologia, Antropologia e Ciência Política) e da docência dessas ciências.

ISSN: 2317-0352

INDEXADORES:

Google Acadêmico

Academia.edu

ANPOCS

DIADORIM

REDIB

Latindex

 

Na avaliação QUALIS para o quadriênio 2013-2016 a Revista Café com Sociologia foi assim avaliada:

LETRAS / LINGUÍSTICA =B2

ENSINO = B3

SERVIÇO SOCIAL =B3

INTERDISCIPLINAR = B4

PSICOLOGIA = B4

SOCIOLOGIA = B5

HISTÓRIA = B5

ANTROPOLOGIA/ARQUEOLOGIA = B5

COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO = B5

HISTÓRIA = B5




POLÍTICA DE AVALIAÇÃO DOS ARTIGOS

Os artigos recebidos passam por quatro etapas:

1ª Etapa:uma primeira avaliação realizada por integrantes do conselho editorial. Nesse momento são observados: i) se não há no texto indicação de autoria, a fim de garantir um processo de avaliação às cegas; ii) se o texto enquadra-se no foco da revista; iii) se o texto apresenta clareza quanto ao problema de pesquisa, o objeto, o método e os resultados alcançados e; iv) se atende as diretrizes de formatação do texto (ver diretrizes para autores). Os textos que não atenderem a um desses aspectos será arquivado e não enviado aos pareceristas, que é etapa seguinte. 

2ª Etapa: os textos são enviados a dois pareceristas que avaliarão às cegas a pertinência, a originalidade, a clareza e a qualidade do trabalho e da redação. Ao fim dessa avaliação emitirão um parecer, podendo ser “aprovado”, “favorável à aprovação com recomendações de ajustes”, “enviar para uma segunda rodada” e “reprovar”. A análise de mérito é realizada por dois pareceristasad hoc. Em caso de discordância entre os dois pareceres, solicita-se uma terceira avaliação. Os textos para serem aprovados precisam de duas posições favoráveis à publicação, ainda que com indicações de ajustes. Os textos que forem recomendados “enviar para uma segunda rodada” serão encaminhados aos autores para ajustes e retornará para os mesmos avaliadores para obter um parecer decisivo.

3ª Etapa:Os textos aprovados serão reenviados aos autores para ajustes necessários e/ou desejáveis e, posteriormente, em prazo estipulado pela comissão editorial, reenviados para serem examinados pelos editores que observará se os ajustes, aos que foram solicitados, foram devidamente realidados. 

4ª Etapa:Os textos finalizados são encaminhados para a diagramação e posterior publicação.

OBS: O processo é organizado de modo a presevar a identidade da autoria e da avaliação.