A origem, institucionalização e desafios das Ciências Sociais na Universidade Federal de Viçosa

Autores

  • André Guilherme Brandão dos Santos Universidade Federal de Viçosa
  • Leandro Souza Lopes
  • Bruna Fullin

Palavras-chave:

Sociologia, Ensino, Graduação, Viçosa

Resumo

O presente artigo tem como objetivo a análise do processo de institucionalização do ensino de Ciências Sociais na Universidade Federal de Viçosa, visando compreender como ocorreu a sua ordem de inserção e representatividade dentro da Universidade, bem como a formação de sua identidade frente à instituição. A perspectiva de sociologia praticada sofreu alterações ao longo do tempo, assim como o debate acerca de sua importância, que perdura até o século XXI.

Biografia do Autor

André Guilherme Brandão dos Santos, Universidade Federal de Viçosa

Graduado pela UFV em Ciências Sociais, pesquisa a sociologia das ciências sociais

Referências

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALMEIDA, Maria Hermínia Tavares; TEIXEIRA, Anísio. Castelos na Areia: Dilemas na Institucionalização das Ciências Sociais no Rio de Janeiro (1930-1964), BIB, Rio de Janeiro, 1987.

BARROS, Edgard de V. Zonas Sociais do Estado de Minas Gerais. Revista Ceres, número 15, volume III. 1941

BRANDÃO, Erly. As Ciências Econômicas e Sociais no Desenvolvimento da Agricultura. Revista Ceres. N. 58, Volume X. 1958

SANTOS, Brandão dos. O Ensino e a Produção Bibliográfica das Ciências Sociais em Viçosa: Análise das Publicações da Revista Ceres entre 1939 a 1969. Relatório de Pesquisa Funarbe. Viçosa. 2015

BORGES, José Marcondes; SABIONI, Gustavo Soares; MAGALHÃES, Gilson Faria Potsch (Eds.). A Universidade Federal de Viçosa no Século XX. 2ed. Viçosa. MG. Editora UFV, 2006

COELHO, France Maria G. A produção científico tecnológica para agropecuária: da ESAV à UREMG, conteúdos e significados. Viçosa, UFV, 1992.

GUIMARÃES, Lytton. A Formação de Sociólogos Rurais no Brasil, Suas Contribuições Potenciais e Perspectivas de Trabalho. N. 71 vol XII. 1965

LODO, Lúcia. O Fazer Sociológico na Reflexão de Florestan Fernandes. CAOS - Revista Eletrônica de Ciências Sociais, Número 11, p 75-83, out. 2006.

MUNIZ, Vera Lúcia Travençolo; SOUZA, Nádia Dutra de. Ciências Sociais: tendências e desafios de um programa de graduação. Revista de C. Humanas, Vol. 10, Nº 2, p. 349-357, jul./dez. 2010.

OLIVEIRA, Lúcia Luppi. Ciências Sociais: ontem e hoje. G. & Tróp., Recife, t 26, n.2, p. 295-302, jul/dez., 1998.

PAVAGEAU, Moacir. Da Organização do Ensino Agrícola no Brasil. Ceres. Setembro-Outubro, vol II, número 8, 1940.

QUEIROZ, Nancy Dias. Histórico do Desenvolvimento das Ciências Sociais no Brasil. 2009.

SILVA, Fabricio Valetim & BORGES, Vera A. Origem Da Escola Superior De Agricultura E Veterinária Do Estado De Minas Gerais: Peter Henry Rolfs E Os Pilares Do Saber Esaviano (1920-1929). Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.29, p.169-197,mar.2008

SILVA, Giovane José da; COSTA, José Raimundo Silva. Jeca tatu versus zé brasil: extensão rural e modernização conservadora no pensamento esaviano. Apresentado no I Seminário de História: Caminhos da Historiografia Brasileira Contemporânea Universidade Federal de Ouro Preto, 2006.

SILVA, Sinthia Lopes; SILVA, Rogério de Souza. A institucionalização das Ciências Sociais no Brasil: percalços e conquistas. Impulso, Piracicaba, 2012.

DOCUMENTOS:

Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Ciências Sociais (Licenciatura), Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, 2012.

Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Ciências Sociais (Bacharelado), Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, 2012.

Downloads

Publicado

2015-12-14