Implicações políticas no universo da dança contemporânea: reflexões sobre processo criativo, proposições estéticas e o fazer artístico na cidade de São Paulo Entrevista com João Minelli Andreazzi

Autores

  • Rafael Balseiro Zin Mestrando em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
  • Renata Tomasi Silva

Resumo

As ciências sociais, nos últimos anos, têm sido marcadas por um trânsito cada vez maior entre os saberes. Neste fluxo contínuo, de apropriações que geram novos domínios, destaca-se a íntima relação entre a arte e a política. Dentre as várias formas de aproximação em meio a tais esferas, no entanto, a linguagem que menos tem recebido atenção por parte dos pesquisadores é a da dança, mais especificamente a da dança contemporânea. Levando em consideração a necessidade de se refletir sobre os novos fenômenos artísticos e seus fazedores neste universo particular, convidamos o coreógrafo e bailarino paulistano João Minelli Andreazzi, fundador da Companhia Corpos Nômades, para nos auxiliar a discorrer sobre essa temática. Com uma carreira dedicada à pesquisa da linguagem e dos sentidos do corpo, Andreazzi iniciou seus trabalhos no campo das artes cênicas como ator, performer e bailarino, na década de 1980. Em 1990, passou a pesquisar o corpo com maior ênfase e a dedicar-se ao ensino da dança contemporânea. Fundindo-a com elementos do teatro, do hip-hop, das artes plásticas e da vídeo-arte, ganhou diversos prêmios. Nesta entrevista, portanto, o que se busca, como o próprio título sugere, é melhor compreender como se dão as implicações políticas no universo da dança contemporânea, a partir de reflexões sobre processo criativo, proposições estéticas e o fazer artístico na cidade de São Paulo.

Biografia do Autor

Rafael Balseiro Zin, Mestrando em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Rafael é sociólogo, com especialização em Estudos Brasileiros: sociedade, educação e cultura. Possui graduação em Sociologia e Política (2012), pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo, e, atualmente, é mestrando em Ciências Sociais, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Ciências Sociais, Estudos Culturais e Estudos Literários, apresentando pesquisas acadêmicas em congressos nacionais e internacionais, atuando, principalmente, com os seguintes temas: sociologia da cultura; pensamento social brasileiro; arte e política; literatura e sociedade; literatura afro-brasileira e resistência; e políticas culturais. Contato: rafaelbzin@hotmail.com.

Downloads

Publicado

2014-05-01

Edição

Seção

Entrevista